3 formas de evangelizar os jovens da sua casa
3 formas de evangelizar os jovens da sua casa

3 formas de evangelizar os jovens da sua casa

Em: 02/05/2022

Por: comunicacao

Categorias: Portal Blog


Quantas vezes olhamos para os jovens da nossa Igreja e pensamos em como evangelizar os de nossa casa?

Evangelizar os jovens da nossa própria casa é uma tarefa possível com a graça de Deus. Afinal, todo homem pode conhecer a Deus.

Nossos lares são verdadeiras Igrejas domésticas e precisam ser lugares de encontro com o Deus de amor para os jovens.

Preparamos algumas dicas que vão te ajudar, de forma bem prática, a empenhar suas forças neste projeto de evangelização.

Confira o texto e aprenda 3 formas de evangelizar os jovens da sua casa.

A oração em família evangeliza os jovens

Por mais que a gente pense que evangelizar os jovens seja uma tarefa difícil, pode não ser tão desafiador quanto parece.

Porque evangelizar os jovens pode ser uma experiência fantástica e marcante em nossas vidas.

Uma das maneiras de evangelizar a juventude em nossa própria casa são os momentos de oração familiar.

Os momentos de oração aproximam todos da nossa família do Coração de Deus,  além  de favorecer o crescimento da nossa fé.

Convidar o jovem para participar da oração familiar precisa ser feito com sabedoria. Pois, tirá-lo, um pouco, do telefone, do videogame ou da “call” com os amigos, nem sempre é fácil.

A cada nova oração familiar, o jovem vai conhecendo mais acerca do amor de Deus e alimentando a semente da fé, lançada em seu coração.

Quando dizemos que a família é a igreja doméstica, partimos do princípio de que é nela que apresentaremos Deus, inicialmente, aos nossos.

Desse modo, a evangelização começa  no seio familiar, nela aprendemos a rezar uma simples “Ave Maria” e um respeitoso “Pai Nosso”.

Evangelizar no amor e na misericórdia

A evangelização dos jovens precisa ser fundamentada  no amor e na misericórdia. Dessa maneira, estamos trabalhando pela evangelização dos jovens na nossa casa.

Portanto, precisamos sempre nos lembrar que o amor é paciente, bondoso, prestativo.  Quer que os jovens sejam evangelizados por meio das nossas atitudes sem caridade? Não é o melhor a ser feito.

O Papa João Paulo II nos dizia que o Terceiro Milênio seria evangelizado pela misericórdia.  Ele sempre foi um papa apaixonado pelos jovens; sabia que a linguagem do perdão e da misericórdia divina seria capaz de abrir-lhes os corações.

Toda pessoa é necessitada de amor e misericórdia, entretanto os jovens têm esse desejo de forma mais intensa e até um pouco egoísta.

Dessa maneira, os jovens querem ser amados para se sentirem bem e perdoados para não terem que carregar o peso da culpa dos seus erros.

Portanto, precisamos evangelizar os jovens da nossa casa falando de amor e perdão, sobre o quanto estas duas coisas são importantes para o homem.

Neste caso, falamos de amor para os jovens que estão dentro do nosso lar através das nossas atitudes. Nosso testemunho de amor e misericórdia, dentro do seio familiar, produz frutos de evangelização neles. 

Utilize a via da caridade e do perdão e logo mais o jovem da sua casa se tornará um evangelizador de outros jovens.

Precisamos ter fé e pedir ao Espírito sabedoria para anunciar a Boa Nova em nossos lares.

Evite comparações e cobranças

Quando comparamos os jovens da nossa casa aos de fora, cometemos um erro.

A comparação estratégia que geralmente utilizamos quando queremos conseguir algo, nem sempre é a melhor tática a ser utilizada. Pois, geralmente, as pessoas não gostam de ser comparadas a ninguém. 

Por ventura, quando comparamos os jovens da nossa casa aos de fora, cometemos um erro.

Deus tem uma história para cada pessoa. O caminho que cada um trilha é único e intransferível. O senhor tem uma pedagogia de salvação para cada um de seus filhos.

Comparar e cobrar pode, ao invés de conquistar os jovens para Deus, afastá-los e criar resistências ao senhor.

A cobrança precisa ser trocada por uma atitude de conquista. Desse modo, quando cobramos excessivamente, corremos o risco de criar um ambiente ruim para o crescimento da fé.

Algumas vezes, precisaremos cobrar a presença deles nos momentos de oração e isso deve ser feito da melhor forma, sem agressão ou imposição.

No entanto, não podemos só pensar na evangelização dos jovens de fora e descuidar dos que estão dentro da nossa própria casa. Evangelizar os jovens da nossa casa é uma verdadeira missão.

Santa Mônica levou anos até conseguir alcançar a graça da conversão do jovem Agostinho. Ela sempre esteve cheia de esperança e de fé em Deus. Desse modo, passou 33 anos rezando pela conversão do seu filho, até alcançar a graça desejada.

Sigamos o exemplo de Santa Mônica e encontremos, através da oração, a sabedoria para apresentar o amor de Deus aos jovens de nossa família.

Comentar