Sexualidade na Juventude: Quais os principais desafios?
Sexualidade na Juventude: Quais os principais desafios?

Sexualidade na Juventude: Quais os principais desafios?

Em: 14/04/2022

Por: comunicacao

Categorias: Portal Blog


Viver bem a sexualidade na juventude é um desafio para todos os dias, 24 horas, de domingo a domingo.

A contemporaneidade faz, cada vez mais, apelos para ferir a sexualidade na juventude. O que torna um assunto saudável um grande desafio.

Preparamos este post com alguns desafios que os jovens podem passar para viverem o dom da sexualidade em sua plenitude.

Conhecer o dom da sexualidade na juventude

Lidar com o sexo no contexto atual que tem, por vezes, deturpado o seu valor é uma missão um tanto árdua.

Principalmente porque o dom da sexualidade acabou sendo atrelado somente ao sexo e ao prazer. No entanto, a sexualidade está para muito além, ela faz parte da nossa identidade.

Fomos criados por Deus homens e mulheres, isto está escrito nas entranhas do nosso ser.

A nossa sexualidade é uma realidade que está ligada ao interior mais profundo que há em nós. Fomos criados homens e mulheres à imagem do Criador e isto está selado no mais profundo do nosso coração.

No livro de Gênesis, escutamos na narrativa da criação, Deus criando Adão e Eva de um modo único. A grande riqueza da sexualidade é justamente essa: cada qual com sua sexualidade, complementam-se um ao outro.

Entre os jovens, ainda existem muitos tabus para conversar sobre afetividade e sexualidade.

A doutrina da Igreja Católica possui vários textos, documentos e artigos que falam sobre a beleza da sexualidade humana.

Nosso saudoso São João Paulo II foi um dos grandes escritores deste dom da vida humana. Deixou várias catequeses e escritos com o tema da teologia do corpo.

Os jovens precisam estudar e conversar de forma saudável sobre este tema. Criar um grupo para estudar este documento entre eles pode ser uma boa sugestão.

O desafio do autoconhecimento

O autoconhecimento é um dos grandes desafios na vivência da sexualidade. Quando nos conhecemos, sabemos identificar quando estamos bem ou não.

Muitas pessoas que não se conhecem, acabam buscando nos prazeres sexuais o alívio para os seus problemas pessoais. O autoconhecimento nos ajuda a não utilizarmos a nossa sexualidade como uma válvula de escape diante dos desafios da vida.

O autoconhecimento nos ajuda a ordenar a nossa sexualidade para o bem e para o amor.

Muitas pessoas acabam vivendo a sexualidade de forma desregrada e desordenada por não terem amadurecido esta área das suas vidas.

O autoconhecimento pode ser um grande aliado na luta contra os pecados na sexualidade.

Portanto, conhecer o dom da sexualidade e o dom que somos pode nos ajudar a vivermos melhor o nosso ser homem ou mulher.

Castidade X Sexualidade na juventude

É normal que, ao pensarmos na castidade, venha logo à nossa cabeça o tema da sexualidade. Achamos que ser casto é uma qualidade reduzida à questão sexual. A sexualidade é apenas um dos aspectos da nossa castidade. 

A castidade diz respeito à vida integral do homem unida a Deus. Sendo assim, quando somos castos, permanecemos mais unidos a Ele.

Quando, de algum modo, ferimos a nossa sexualidade, por meio de pecados ou pelos apelos sexuais deste mundo, acabamos ferindo a nossa castidade.

O desafio da castidade é grande quando se trata da juventude. Pois, no mundo de hoje, existe muito apelo sexual direcionado principalmente para essa faixa etária.

Querem, a todo custo, banalizar a sexualidade entre os jovens. Principalmente, quando pregam que viver a castidade ou esperar para ter o ato sexual, praticados apenas no casamento, é cafona e antiquado.

Ser casto é um dos maiores desafios vividos na juventude, mas é possível dar uma resposta diferente do mundo.

Você já parou para pensar quem é a juventude dos tempos atuais? Nós temos a resposta para você! Clique aqui e descubra.

Evite coisas que possam ferir a sexualidade

Um outro grande desafio da juventude com relação à sexualidade é o de lutar para evitar que a sexualidade seja atingida pelas tentações de cada dia.

Como o apelo à vivência da sexualidade desordenada é algo que tenta a todo custo vitimar os nossos jovens, logo manter-se ileso das feridas na sexualidade é uma tarefa cada dia mais desafiante para os jovens.

Para evitar as feridas na área da sexualidade, os jovens precisam aprender a dizer não a todo mal e pecado que possam atingir a nossa sexualidade. Por exemplo, uma coisa que constantemente fere os jovens e só faz mal é a pornografia. Alguns estudos comprovam que o vício em pornografia pode causar danos mentais e psicológicos.

Confundir felicidade com prazer

Outro desafio e engano que a juventude corre o risco de viver é o de confundir felicidade com prazer. Desse modo, acaba sendo tentada a confundir a felicidade com os prazeres de uma vida sexual desregrada e desordenada.

Deus deu ao homem o dom da sexualidade para que ele usufruísse desse dom na vivência do seu matrimônio e não no pecado.

O grande desafio é achar que viver a vida sexual de forma desenfreada, pelo prazer do momento, vai construir felicidade. Contudo, a verdade é que os momentos de prazer passam e deixam o vazio em nossos corações.

A felicidade verdadeira está nas coisas que não passam e que não nos ferem. Assim, nunca encontraremos felicidade no pecado. Por isso, precisamos aprender a viver bem a sexualidade e aprender a passar por cada desafio já no tempo da nossa juventude.

Hoje, quando escolhemos viver a castidade, estamos remando contra a maré da mentalidade do mundo. No entanto, quando guardamos o dom da castidade, somos muito menos feridos que as pessoas que não a guardam.

Recebemos o dom da sexualidade como um presente de Deus para a nossa felicidade e não para sermos infelizes ou frustrados.

Precisamos então resgatar, no meio da juventude, o conceito de felicidade enquanto dom de Deus. Afinal, precisamos ajudá-los a purificar a falsa mentalidade que sexualidade é apenas sexo e prazer desordenado.

 

Comentar